Lonquex - Lipegfilgrastim 10mg/ml - 1 Seringa Segurança Preenchida 0,6ml SC (2 A 8C) - Teva

Código: QNLXTFVSB Marca:
R$ 3.005,00
até 2x de R$ 1.502,50 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 3.005,00 sem juros
    • 2x de R$ 1.502,50 sem juros
    • 3x de R$ 1.031,62
    • 4x de R$ 785,13
    • 5x de R$ 637,30
    • 6x de R$ 538,85
    • 7x de R$ 468,57
    • 8x de R$ 415,89
    • 9x de R$ 374,99
    • 10x de R$ 342,33
    • 11x de R$ 315,63
    • 12x de R$ 293,41
  • R$ 3.005,00 Entrega
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

 

Para que serve o Lonquex

Lonquex (lipegfilgrastim) é indicado para reduzir a duração de uma condição médica chamada neutropenia (número reduzido de glóbulos brancos no sangue) e a incidência de neutropenia febril (número reduzido de glóbulos brancos no sangue com presença de febre), em pacientes tratados com quimioterapia citotóxica para doenças malignas (com exceção da leucemiamieloide crônica e síndromes mielodisplásicas).

Como este medicamento funciona?

Lonquex (lipegfilgrastim) contém a substância ativa lipegfilgrastim. Esta é uma proteína modificada de ação prolongada, produzida por biotecnologia em uma bactéria chamada Escherichia coli.

O lipegfilgrastim pertence a um grupo de proteínas chamadas de citocinas, e é semelhante a uma proteína natural (fator estimulador de colônias de granulócitos [G-CSF]) produzida pelo próprio organismo humano.

Lonquex estimula a medula óssea (tecido no qual novos glóbulos brancos são produzidos).

Os glóbulos brancos são importantes para o organismo no combate às infecções. Essas células são muito sensíveis aos efeitos da quimioterapia, que pode causar redução dos mesmos.

Se o número de glóbulos brancos cair abaixo de um determinado nível, este pode não ser suficiente para combater bactérias e o paciente pode ter risco aumentado de infecções.

O tratamento com Lonquex proporciona aumento do número de glóbulos no sangue dentro de 24 horas da administração subcutânea.

Contraindicação do Lonquex

Lonquex (lipegfilgrastim) é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade (alergia) conhecida ao lipegfilgrastim ou à qualquer componente da formulação.

Como usar o Lonquex

Sempre utilize Lonquex (lipegfilgrastim) exatamente conforme seu médico orientar. Você deve consultar seu médico em caso de dúvidas.

Dose Recomendada de Lonquex

A dose recomendada é de uma seringa preenchida (6 mg de lipegfilgrastim) por ciclo quimioterápico.

Quando utilizar Lonquex

Lonquex deve ser administrado aproximadamente 24 horas após a última dose de quimioterapia, ao final de cada ciclo quimioterápico.

Administração de Lonquex

Lonquex é administrado através de injeção, utilizando seringa preenchida. A injeção é administrada no tecido imediatamente abaixo da pele (injeção subcutânea).

Seu médico pode sugerir a autoadministração de Lonquex. Seu médico ou enfermeira irão instruí-lo para isso. Não tente administrar Lonquex em você mesmo sem o devido treinamento por profissional experiente.

No entanto, o tratamento adequado da sua doença requer acompanhamento próximo e constante pelo seu médico.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Instruções para a autoadministração de Lonquex

Esta subseção contém informações de como autoadministrar a injeção de Lonquex por via subcutânea (sob a pele). É importante que você não tente aplicar a injeção em você mesmo sem que tenha recebido treinamento especial do seu médico ou enfermeiro.

Se você não estiver seguro de aplicar a injeção em você mesmo ou tiver dúvidas, peça ajuda ao seu médico.

Como usar Lonquex

Você deverá aplicar a injeção no tecido imediatamente abaixo da pele. Esta é conhecida como injeção subcutânea.

Equipamento necessário

Para a autoaplicação no tecido subcutâneo você precisará:

  • Seringa preenchida de Lonquex
  • Lenço com álcool
  • Gaze ou algodão

O que fazer antes da aplicação

  1. Retirar o medicamento do refrigerador;
  2. Abrir a embalagem e retirar a seringa preenchida da cartela (vide Figura 1). Não retirar a seringa pela tampa da agulha ou pelo êmbolo;
  3. Verificar a data de validade na etiqueta da seringa preenchida. Não utilize se a data ultrapassar o último dia do mês indicado;
  4. Verificar a aparência de Lonquex, que deve ser um líquido límpido e incolor. Não utilizar se estiver turvo ou houver presença de partículas;
  5. Não agitar Lonquex, pois isso pode afetar sua atividade;
  6. Para uma injeção mais confortável, deixar a seringa preenchida à temperatura ambiente por 30 minutos (temperatura não pode ultrapassar 25°C) ou segure a seringa cuidadosamente por alguns minutos. Não aqueça o Lonquex de qualquer outra forma (por exemplo, não aqueça a seringa no microondas ou em água quente);
  7. Não remover a tampa da agulha até que você esteja pronto para a aplicação;
  8. Encontre um lugar confortável e bem iluminado. Coloque tudo o que você precisa para a aplicação ao seu alcance (a seringa preenchida de Lonquex, o lenço com álcool e a gaze/algodão);
  9. Lave bem as mãos.

 Figura 1 

Como preparar a aplicação

Antes da injeção de Lonquex, você deve:

  1. Segurar a seringa e cuidadosamente remover a tampa da agulha sem girar. Puxe conforme mostrado nas Figuras 2 e 3;

  2. Você pode notar pequenas bolhas de ar na seringa preenchida. Se houver a presença de bolhas de ar, bater levemente na seringa com a ponta dos dedos até que todas as bolhas de ar subam para o topo da seringa. Com a seringa direcionada para cima, expelir todo o ar da seringa empurrando lentamente o êmbolo para cima;

  3. Agora você pode aplicar a seringa preenchida de Lonquex.

 Figura 2 e 3

Onde realizar a aplicação de Lonquex

Os locais mais adequados para a aplicação de Lonquex são:

  •  Porção superior das coxas;
  • Abdômen (vide áreas cinzas na Figura 4), evitando a região próxima ao umbigo.

 Figura 4

Caso outra pessoa realize a aplicação em você, esta também pode ser realizada na região posterior e lateral dos braços (vide áreas cinzas nas Figuras 5 e 6).

 Figura 5 e 6

Como realizar a autoaplicação

  1. Desinfetar a pele no local da aplicação com o lenço umedecido com álcool e pinçar a pele entre o dedão e o indicador, sem comprimi-la (vide Figura 7);
  2. Inserir a agulha inteiramente dentro da pele, conforme mostrado por seu médico ou enfermeira. O ângulo entre a seringa e a pele não deve ser muito fechado (ao menos 45°, vide Figura 8);
  3. Puxar levemente o êmbolo para verificar se não foi perfurado nenhum vaso sanguíneo. Se for observado sangue no interior da seringa, remover a agulha e inseri-la novamente em outro local;
  4. Injetar o líquido no tecido lenta e constantemente, sempre mantendo a pele pinçada (vide Figura 9);
  5. Empurre o êmbolo até o máximo, para injetar todo o líquido. Com o êmbolo ainda pressionado, retire a agulha da pele (vide Figura 10). Após retirar a agulha da pele, soltar o êmbolo. O dispositivo de segurança será acionado imediatamente, e a agulha será totalmente retraída para o interior da seringa (vide Figura 11);
  6. Pressionar o local de aplicação com a gaze/algodão por alguns segundos;
  7. Cada seringa preenchida é para uso único. Não utilizar qualquer líquido remanescente da seringa.

 Figura 7

 Figura 8

 Figura 9

 Figura 10

 Figura 11

Caso você tenha qualquer problema, contatar seu médio para ajuda ou instruções.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Se você se esquecer de utilizar Lonquex (lipegfilgrastim), contate o seu médico que irá informá-lo quando você deverá aplicar a próxima dose.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Precauções do Lonquex

Informe ao seu médico antes do uso de Lonquex (lipegfilgrastim) se você apresentar alguma das condições listadas abaixo:

  • Dor na porção esquerda do abdômen ou dor no ombro esquerdo. Tais sintomas podem ser consequência de distúrbio do baço.
  • Tosse, febre ou dificuldade para respirar. Tais sintomas podem ser consequência de distúrbio pulmonar.
  • Anemia falciforme, que é uma doença hereditária caracterizada por hemácias (células vermelhas do sangue) em formas semelhantes a foices.
  • Histórico de reações alérgicas a medicamentos como o Lonquex (por exemplo, filgrastim, lenograstim ou pegfilgrastim do grupo dos G-CSFs). Tal histórico pode representar risco de reação alérgica ao Lonquex.

O seu médico irá realizar exames de sangue periódicos a fim de monitorar os diversos componentes do sangue, assim como níveis destes.

 Lonquex contém sorbitol em sua formulação. Caso você tenha sido informado pelo seu médico que você é intolerante a alguns açúcares, contate-o antes do início do tratamento.

Lonquex contém menos de 1 mmol de sódio (23 mg) por seringa preenchida; sendo assim, é essencialmente livre de sódio.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Reações Adversas do Lonquex

Como todos os medicamentos, Lonquex (lipegfilgrastim) pode causar reações adversas, embora nem todas as pessoas as apresentem.

Reações Adversas Graves

Reações alérgicas tais como reação cutânea, coceira em áreas inchadas e reações alérgicas graves, com sintomas de fraqueza, queda da pressão sanguínea, dificuldade para respirar e inchaço da face foram relatadas com frequência incomum (podem afetar até 1 em cada 100 indivíduos). Se você apresentar qualquer destas reações, pare de usar Lonquex e contate seu médico imediatamente.

Esplenomegalia (aumento do tamanho do baço) e casos de ruptura esplênica (ruptura do baço) foram reações relatadas para outros medicamentos semelhantes ao Lonquex. Alguns casos de ruptura esplênica (ruptura do baço) foram fatais. É importante contatar o seu médico imediatamente se você apresentar dor na porção superior esquerda do abdômen ou dor no ombro esquerdo, que podem ser sintomas relacionados a distúrbios do baço.

Tosse, febre e dificuldade ou dor ao respirar podem ser sinais de reações adversas pulmonares que são incomuns (podem afetar até 1 em cada 100 indivíduos), tais como pneumonia e síndrome do desconforto respiratório agudo, que podem ser fatais. Se você apresentar febre ou qualquer destes sintomas, contate seu médico imediatamente.

Síndrome de extravasamento capilar, caracterizada por hipotensão (queda da pressão arterial), hipoalbuminemia (baixa concentração de albumina - um tipo de proteína no sangue), edema (inchaço) e hemoconcentração (concentração dos componentes sanguíneos), foi relatada para outros medicamentos semelhantes ao Lonquex.

Pacientes que apresentarem sintomas de síndrome de extravasamento capilar devem ser cuidadosamente observados e devem receber tratamento sintomático apropriado, que pode incluir a necessidade de cuidado intensivo.

Outras Reações Adversas

Muito Comuns (podem afetar mais de 1 em cada 10 indivíduos)

Dores musculoesqueléticas tais como dores ósseas e dor nas articulações, músculos, membros, peito, pescoço ou costas. Seu médico irá instruí-lo como tratar e reduzir essas dores.

Comuns (podem afetar até 1 em cada 10 indivíduos)

  • Trombocitopenia (redução do número de plaquetas), o que aumenta o risco de sangramento e machucados
  • Cefaleia (dor de cabeça)
  • Reações cutâneas, tais como vermelhidão e rash
  • Hipocalemia (baixos níveis sanguíneos de potássio), o que pode causar fraqueza muscular, espasmos musculares ou ritmo cardíaco anormal
  • Dor torácica (dor no peito)

Incomuns (podem afetar até 1 em cada 100 indivíduos)

  • Leucocitose (aumento do número de glóbulos brancos)
  • Reações nos locais de aplicação, tais como dor e endurecimento
  • Algumas alterações podem ocorrer no seu sangue, mas serão detectadas por testes sanguíneos rotineiros

Reações Adversas descritas para medicamentos semelhantes ao Lonquex

  • Crise falcêmica (crise aguda e dolorosa) em pacientes com anemia falciforme
  • Dermatose neutrofílica febril aguda (Síndrome de Sweet), que se caracteriza por feridas dolorosas avermelhadas nos membros e às vezes na face e pescoço, associadas à febre
  • Vasculite cutânea (inflamação dos vasos sanguíneos da pele).

Se você apresentar qualquer reação adversa, informe o seu médico, farmacêutico ou enfermeira, incluindo reações adversas não listadas aqui.

Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico ou cirurgião-dentista.

População Especial do Lonquex

Crianças e Adolescentes

Não administrar Lonquex para crianças e adolescentes com idade inferior a 18 anos de idade, pois não existem dados de que este medicamento é eficaz e seguro nesta população.

Gravidez e Lactação

Lonquex não foi estudado em mulheres grávidas. É importante informar ao seu médico se você estiver grávida, se tiver suspeita de gravidez ou estiver planejando engravidar. O seu médico irá decidir se você deve ou não ser tratada com este medicamento.

É desconhecido se a substância ativa do Lonquex é excretada no leite humano. O aleitamento deve ser interrompido durante o tratamento com Lonquex.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Efeitos sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas

Lonquex não apresenta nenhuma ou praticamente nenhuma influência sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas.

Composição do Lonquex

Cada seringa preenchida de 0,6 mL, pronta para o uso, de Lonquex (lipegfilgrastim) contém:

Lipegfilgrastim

6 mg*

Excipientes: ácido acético, polissorbato 20, sorbitol, hidróxido de sódio e água para injeção.

*Baseado no conteúdo proteico apenas. Considerando a porção PEG e o carboidrato ligante a concentração é de 20,9 mg/mL (ie., 12,6 mg por seringa preenchida).

Superdosagem do Lonquex

Se você utilizar mais Lonquex (lipegfilgrastim) do que prescrito, garanta que seu médico seja informado assim que possível.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação Medicamentosa do Lonquex

Devido à potencial sensibilidade das células mieloides em processo de rápida divisão à quimioterapia citotóxica, Lipegfilgrastim (substância ativa) (lipegfilgrastim) deve ser administrado aproximadamente 24 horas após a administração da quimioterapia citotóxica.

O uso concomitante Lipegfilgrastim (substância ativa) com qualquer agente quimioterápico não foi avaliado em pacientes. Em modelos animais, a administração concomitante de G-CSF e 5-fluorouracil (5-FU) ou outros metabólitos mostrou potencialização da mielossupressão.

A segurança e eficácia Lipegfilgrastim (substância ativa) não foram avaliadas em pacientes recebendo quimioterapia associada com mielossupressão tardia (nitrosuréias).

O potencial de interação com lítio, que também promove a liberação de neutrófilos, não foi especificamente investigada. Não existem evidências de que tal interação seja nociva.

Ação da Substância Lonquex

Resultado da Eficácia

A eficácia e a segurança da dose de lipegfilgrastim por ciclo quimioterápico foram investigadas em dois estudos clínicos pivotais randomizados, duplo-cegos, conduzidos com pacientes submetidos à quimioterapia mielossupressiva.

O primeiro estudo clínico pivotal (fase III), XM22-03, consistiu de um estudo controlado por ativo, conduzido com 202 pacientes com câncer de mama de estágio II-IV que receberam até 4 ciclos de quimioterapia consistindo de doxorrubicina e docetaxel. Os pacientes foram randomizados 1:1 para receber 6 mg de lipegfilgrastim ou 6 mg de pegfilgrastim. O estudo demonstrou a não inferioridade da dose de 6 mg de lipegfilgrastim em relação à dose de 6 mg de pegfilgrastim no desfecho primário, duração da neutropenia grave (DSN) no primeiro ciclo de quimioterapia (vide Tabela 1 abaixo).

Tabela 1. DSN, SN e FN no ciclo 1 do estudo XM22-03 (ITT)

 

Pegfilgrastim 6 mg (n = 101)

Lipegfilgrastim 6 mg (n = 101)

DSN

Média ± DP (d)

0,9 ± 0,9

0,7 ± 1,0

Δ LS médio

-0,186

95% CI

-0,461 à 0,089

SN

Incidência (%)

51,5

43,6

FN

Incidência (%)

3,0

1,0

Δ LS médio (diferença do método dos quadrados mínimos lipegfilgrastim - pegfilgrastim) e CI de análise de regressão de Poisson multivariada

DSN: Duração da neutropenia grave.
SN: Neutropenia grave.
FN: Neutropenia febril.
ITT: População com intenção de tratar.

O segundo estudo clínico pivotal (fase III), XM22-04, consistiu de um estudo controlado por placebo, conduzido com 375 pacientes com câncer pulmonar de células não pequenas que receberam até 4 ciclos de quimioterapia consistindo de cisplatina e etoposídeo. Os pacientes foram randomizados 2:1 para receber 6 mg de lipegfilgrastim ou placebo.

Os resultados deste estudo são apresentados na Tabela 2. Quando o estudo principal foi finalizado, a incidência de morte era de 7,2% (placebo) e de 12,5% (6 mg de lipegfilgrastim), apesar de que após o período de acompanhamento de 360 dias a incidência geral de morte era similar entre placebo e lipegfilgrastim (44,8% e 44,0%; população de segurança).

 

Placebo (n = 125)

Lipegfilgrastim 6 mg (n = 250)

FN

Incidência (5)

5,6

2,4

95% CI

0,121 à 1,260

p valor

0,1151

DSN

Média ± DP (d)

2,3 ± 2,5

0,6 ± 1,1

Δ LS médio

-1,661

95% CI

-2,089 à -1,232

p valor

< 0,0001

SN

Incidência (%)

59,2

32,1

Odds ratio

0,325

95% CI

0,206 à 0,512

p valor

< 0,0001

Δ LS médio (diferença do método dos quadrados mínimos lipegfilgrastim - placebo), CI e p valor de análise de regressão de Poisson multivariada
Odds ratio (lipegfilgrastim/placebo), CI e p valor de análise de regressão logística multivariada

DSN: Duração da neutropenia grave.
SN: Neutropenia grave.
FN: Neutropenia febril.

Características Farmacológicas

Grupo Farmacoterapêutico: Imunoestimuladores, Fatores Estimuladores de Colônias.

Código ATC: L03AA14.

Propriedades Farmacodinâmicas

Mecanismo de Ação

Lipegfilgrastim, a substância ativa Lipegfilgrastim (substância ativa), é um conjugado covalente do filgrastim com uma molécula de metoxipolietilenoglicol (PEG) através de um carboidrato ligante, que consiste de glicina, ácido N-acetilneuramínico e N- acetilgalactosamina.

O peso molecular médio do lipegfilgrastim é aproximadamente 39 kDa, do qual a porção proteica representa cerca de 48%. O G-CSF humano é uma glicoproteína que regula a produção e liberação de neutrófilos funcionais da medula óssea.

O filgrastim é uma forma recombinante não-glicosilada do metionil G-CSF humano. O lipegfilgrastim é uma forma de duração prolongada do filgrastim, devido à redução da depuração renal. O lipegfilgrastim se liga ao receptor do G-CSF humano, assim como o filgrastim e o pegfilgrastim.

Efeitos Farmacodinâmicos

O lipegfilgrastim e o filgrastim induziram um aumento marcante do número de neutrófilos no sangue periférico dentro de 24 horas da administração, com aumento menor do número de monócitos e/ou linfócitos. Estes resultados sugerem que a porção G-CSF do lipegfilgrastim confere a atividade esperada deste fator de crescimento: estimulação da proliferação de células progenitoras hematopoiéticas, diferenciação em células maduras e liberação no sangue periférico.

Este efeito inclui não apenas a linhagem neutrofílica, mas se estende a outros progenitores de linhagem única ou múltipla linhagens e progenitores multilinhagens e células hematopoiéticas pluripotentes. G-CSF também estimula as atividades antibacterianas dos neutrófilos, incluindo a fagocitose.

Propriedades Farmacocinéticas

Gerais

Voluntários Sadios

Em 3 estudos clínicos (XM22-01, XM22-05 e XM22-06) conduzidos com voluntários sadios, a concentração sanguínea máxima do lipegfilgrastim foi atingida após uma mediana de 30 à 36 horas, e a meia-vida terminal média variou entre 32 à 62 horas, após injeção subcutânea única de 6 mg de lipegfilgrastim.

Após injeção subcutânea de 6 mg de lipegfilgrastim em três locais diferentes (porção superior do braço, abdômen e coxa) em voluntários sadios, a biodisponibilidade (concentração máxima e área sob a curva [AUC]) foi menor após administração na coxa, quando comparada com a injeção subcutânea no abdômen e na porção superior do braço. Neste estudo limitado (XM22-06), a biodisponibilidade do lipegfilgrastim e as diferenças observadas entre os locais de administração foram maiores em indivíduos do sexo masculino quando comparado com indivíduos do sexo feminino. No entanto, os efeitos farmacodinâmicos foram semelhantes e independeram do sexo e do local de aplicação.

Metabolismo

O lipegfilgrastim é metabolizado através de degradação intra ou extracelular por enzimas proteolíticas. O lipegfilgrastim é internalizado pelos neutrófilos (processo não linear), e então degradado no interior da célula por enzimas proteolíticas endógenas. A via linear está provavelmente relacionada à degradação proteica extracelular por elastase neutrofílica e outras proteases plasmáticas.

Interações Farmacológicas

Dados in vitro indicam que o lipegfilgrastim apresenta pouco ou nenhum efeito direto ou mediado pelo sistema imune, na atividade de CYP1A2, CYP2B6, CYP2C8, CYP2C9, CYP2C19 e CYP3A4/5. Portanto, o lipegfilgrastim provavelmente não afeta o metabolismo através de enzimas humanas do complexo citocromo P450.

Populações Especiais

Pacientes com Câncer

Em 2 estudos clínicos (XM22-02 e XM22-03) conduzidos com pacientes com câncer sendo tratados com quimioterapia que consistia de doxorrubicina e docetaxel, as médias das concentrações sanguíneas máximas de 227 e 262 ng/mL foram atingidas após tempos medianos para concentração máxima (tmáx) de 44 e 48 horas.

As meias-vidas terminais médias foram, aproximadamente, 29 e 31 horas após injeção subcutânea única de 6 mg de lipegfilgrastim durante o primeiro ciclo de quimioterapia. Após injeção subcutânea única de 6 mg de lipegfilgrastim durante o quarto ciclo, as concentrações sanguíneas máximas foram inferiores do que as observadas no primeiro ciclo (valores médios de 77 e 111 ng/mL) e foram atingidas após tmáx mediano de 8 horas. As meias-vidas terminais no quarto ciclo foram de, aproximadamente, 39 e 42 horas.

Em um estudo clínico (XM22-04) conduzido com pacientes com câncer pulmonar de células não pequenas tratados com quimioterapia que consistia de cisplatina e etoposídeo, a concentração sanguínea máxima média de 317 ng/mL foi atingida após tmáx mediano de 24 horas e a meia-vida terminal média foi de, aproximadamente, 28 horas após injeção subcutânea única de 6 mg de lipegfilgrastim durante o primeiro ciclo quimioterápico.

Após injeção subcutânea única de 6 mg de lipegfilgrastim durante o quarto ciclo, a concentração sanguínea máxima média de 149 ng/mL foi atingida após tmáx mediano de 8 horas e a meia-vida terminal média foi de, aproximadamente, 34 horas.

O lipegfilgrastim parece ser eliminado principalmente por depuração mediada por neutrófilos, que se torna saturada em altas doses. Consistente com o mecanismo de depuração autocontrolado, a concentração sérica de lipegfilgrastim reduz lentamente durante o nadir neutrofílico transiente induzido pela quimioterapia, e reduz rapidamente após o início da recuperação neutrofílica (vide Figura 1 abaixo).

Figura 1: Perfil da concentração sérica mediana de lipegfilgrastim e ANC mediana em pacientes tratados com quimioterapia após injeção de dose única de lipegfilgrastim 6 mg

ANC: Contagem absoluta de neutrófilos.

Pacientes com Insuficiência Renal ou Hepática

Devido ao mecanismo de depuração mediado por neutrófilos, não se espera que a farmacocinética do lipegfilgrastim seja afetada por insuficiência renal ou hepática.

Pacientes Idosos

Dados limitados nesta população indicam que a farmacocinética do lipegfilgrastim em pacientes idosos (65-74 anos) é semelhante à observada em pacientes jovens. Não existem dados de farmacocinética disponíveis em pacientes com idade superior a 75 anos.

Pacientes com Sobrepeso

Tendência no sentido de redução da exposição ao lipegfilgrastim foi observada com o aumento do peso corpóreo. Tal fato pode resultar em resposta farmacodinâmica reduzida em pacientes com sobrepeso (> 95 kg). Consequente decréscimo na eficácia nessa população não pode ser excluído com base nos dados disponíveis.

Imunogenicidade

Foi realizada análise de anticorpos antifármaco de 579 pacientes e voluntários saudáveis tratados com lipegfilgrastim, 188 pacientes e voluntários saudáveis tratados com pegfilgrastim e 121 pacientes tratados com placebo.

Anticorpos específicos para o fármaco, emergentes após o início do tratamento, foram detectados em 0,86% dos indivíduos que receberam lipegfilgrastim, em 1,06% dos indivíduos que receberam pegfilgrastim e em 1,65% dos indivíduos que receberam placebo. Não foram observados anticorpos neutralizadores para lipegfilgrastim.

Dados de Segurança Pré-Clínica

Dados não clínicos não revelaram riscos especiais para humanos com base em estudos convencionais de segurança, toxicidade de dose única e doses múltiplas e tolerância local.

Em um estudo de toxicidade sobre a reprodução e desenvolvimento em coelhos, aumento na incidência de perda pós-implantação e aborto foi observado em altas doses de lipegfilgrastim, provavelmente devido ao efeito farmacodinâmico exagerado específico para coelhos. Não existem evidências de que o lipegfilgrastim seja teratogênico. Tais achados são consistentes com os do G-CSF e derivados.

Informação indexada sobre o G-CSF e derivados não revelam evidências de efeitos sobre a fertilidade e desenvolvimento fetal em ratos ou efeitos pré/pós-natal diferentes daqueles relacionados à toxicidade materna.

Existem evidências de que o filgrastim e o pegfilgrastim possam ser transportados em baixos níveis através da placenta em ratos, apesar de não existirem informações disponíveis sobre o lipegfilgrastim. A relevância desses achados para humanos é desconhecida.

Cuidados de Armazenamento do Lonquex

Lonquex (lipegfilgrastim) deve ser armazenado sob refrigeração (entre 2°C e 8°C) e não deve ser congelado.

Mantenha a seringa preenchida dentro da embalagem externa, a fim de proteger o produto da luz.

Lonquex não contém qualquer substância conservante. Considerando o possível risco de contaminação microbiana, as seringas de Lonquex são para uso único.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Apresentação

Solução límpida e incolor.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Mensagens de Alerta do Lonquex

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamentos sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Venda sob prescrição médica - Uso restrito a hospitais.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres Legais do Lonquex

MS n°: 1.5573.0032

Farm. Resp.: Mônica Riyoko Nekozuka
CRF-SP n°: 16.970

Fabricado por:
IDT Biologika GmbH
Dessau-Rosslau - Alemanha

Embalado por:
Merckle GmbH
Blaubeuren-Weiler - Alemanha

Importado e distribuído por:
Teva Farmacêutica Ltda.
Av. Guido Caloi, 1935 - Prédio B - 1° Andar São Paulo - SP
CNPJ n° 05.333.542/0001-08

 

ATENÇÃO! 
MEDICAMENTO REFRIGERADO 

Medicamentos Refrigerados são liberados para envio apenas de segunda a terça-feira até às 12h. Pedidos feitos entre terça-feira após as 12h e sexta-feira, serão enviados na semana seguinte, por conta da refrigeração do medicamento.

Atenção!
Caso o prazo do frete ultrapasse 3 dias úteis, o envio não será autorizado pelo 
farmacêutico responsável.

 
R$ 3.005,00
até 2x de R$ 1.502,50 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

O melhor em Medicamentos Especiais e Nutrição Clínica, entregas por delivery. Conheça a ÁgilMed loja física na Rua Sarmento Leite, nº 876 - Cidade Baixa - POA/RS.

Social
Pague com
Selos
  • Site Seguro

Ágil Med Comércio de Medicamentos Ltda. - CNPJ: 18.770.112/0001-97 © Todos os direitos reservados. 2020